quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Na Índia tem Igreja? Na Índia tem Cristão?


Dentre muitas dúvidas que surgem quanto a religiosidade na Índia é... e o Cristianismo na Índia é predominante? Na Índia tem Igreja? Mas, tem mais evangélicos ou mais católicos? Tem muito conflito religioso? Sei... são inúmeros questionamento, mas através desta publicação vou procurar comparar o Cristianismo no mundo a nossa tão  movimentada Índia. E ver se realmente existe ou não cristão por lá.


Um pouco do Cristianismo no Mundo

          Dentre os principais grupos religiosos espalhados no mundo segundo dados do CIA, 2012, o Cristianismo com 28% ainda é uma das religiões com mais seguidores do mundo, logo em seguida Islamismo(22%), Hinduísmo(15%), Budismo(8,5%) e os 26,5% restantes ficando para as demais crenças e não crenças pelo o mundo. 

E quando falamos do catolicismo na Índia, o que passa pela sua cabeça?


          Então, não muito diferente de outras partes do mundo, na Índia também se concentra um pouco do catolicismo, que foi dado sob influência dos colonizadores Portugueses ao chegarem no litoral do oceano Índico (Goa, Damão, Diu e Mumbai,  na Índia). Em média 2,4% da população do país são de cristãos com 17,5 milhões de católicos(1,58%) e  a diferença de quase 1% ficando para os protestantes e católicos ortodoxos. Comparados ao Brasil com seus 123,3 milhões (64%) católicos e 42milhões (22%) protestantes e os 14% para as demais crenças/religião. 




O Catolicismo na Índia


Tudo teve como ponto de partida o processo de exploração dos portugueses em mudanças de suas rotas e busca por novas terras (Ah.. portugueses), chegando assim em Colchin, cidade   do estado de Kerala. Em disseminação como outros exploradores de terras, se fez presente também em Kerala, Vasco da Gama que teve suas paradas na cidade de Calicute. 
As navegações a caminho da terra das especiarias começou em meados do século XVI, quando também nosso querido Pedro Álvares Cabral estava em processo de exploração a caminhos de Brasólia. Então com todo esse processo de descobertas de novas terras e de conquistas de novos territórios, a cultura portuguesa foi se espalhando e se disseminando por parte da Índia, levando assim junto não só aspectos culturais, mas também religiosos. Então, foi aí nesse processo de colonização e processo de tomadas de novas terras que o Catolicismo começou entrar na Índia, e claro, com seus famosos missionários como São Tomé e São Francisco Xavier, e logo mais mais mais tarde a Beata Madre Tereza de Calcutá. Então, é nesse período que se começa a construção de Igrejas, Dioceses, Arquidioceses dentre outras características que contemplam o Catolicismo na Índia.


“Além da igreja do forte, foi construída na cidade o  primeiro Templo de rito latino  ainda existente na Índia, dedicado a São Francisco de Assis. Nele, em 1528, Vasco da Gama encontrou sua última morada. E dois anos após, o grande Apóstolo das Índias, São Francisco Xavier, pregava aos gentios.” 
                                                                           Um pouco mais sobre a Índia e o catolicismo
                                                                                                        Revista Catolicismo, 2008


“O Cristianismo chegou à Índia muito provavelmente no I século graças à actividade missionária do apóstolo Tomé. Desde a sua chegada os missionários evangelizaram os membros das castas inferiores e os sem-casta. Exemplos desta preferência por secções mais pobres da sociedade são S. Francisco Xavier e os próprios protestantes. Apesar de serem uma pequena minoria, os católicos indianos são muito estimados e as escolas católicas possuem boa reputação. O trabalho da Madre Teresa de Calcutá em favor dos abandonados e destituídos dos bairros mais pobres convenceu muita gente.”  


Site Além Mar, 2008.


Chegada dos Portugueses em terras Indianas


Chegada dos Portugueses na Região de Kerala


Pintura demonstrando Vasco da Gama chegando no litoral Indiano.


Portugueses em terras Indianas

E não muito diferente da realidade dos séculos passados, hoje ainda os católicos/protestantes sofrem perseguições religiosas, por mais que seja uma pequena minoria, para eles tem sido um processo de luta muito forte, porque de fato há segregações religiosas em muitas cidades na Índia, claro sem conflitos, mas indiretamente nota-se que a sociedade Hindu quer sempre estar no poder, porque claro, não há só fatores de domínios religiosos, há também fatores políticos em todo esse meio. Com isso, tudo se torna muito sensível à frente de muitos lideres religiosos.

Caminha para igualdade de expressão religiosa.



Antes que gerem aquele terror, sim na Índia tem precedentes para direitos religiosos

"A decisão também garante que grupos minoritários tenham as liberdades protegidas na Constituição. Nossos pontos de vista e reações têm pouca importância. Se alguém segue uma crença de modo sincero e consciente, ele está protegido pelo Art. 25 [da Constituição]... Nossa tradição ensina a tolerância; nossa filosofia prega a tolerância; nossa constituição pratica a tolerância. Não vamos mudar isso.” 
                                                                                             Juiz O. Chinnappa Reddy
                                                      


“O que está em jogo para os nacionalistas hindus não é uma luta religiosa, mas sim a manutenção da sua supremacia cultural e o domínio sobre as minorias, como argumenta Reinhard Backes no seu livro Por Causa do Meu Nome”. Perseguição aos Cristãos de Hoje. Sendo uma minoria, os cristãos constituem um alvo fácil de discriminação e perseguição. Os líderes cristãos pedem mais proteção e ajuda econômica para as classes mais desfavorecidas, nomeadamente os Dalits. Ao governo central cabe-lhe assegurar a liberdade de religião prevista pela Constituição e tomar medidas que gradualmente ponham fim à discriminação de casta.”                                


                                                                                                            Além Mar, 2008


Evangelização nas comunidades

Por mais que sejam minoria, até hoje há muitos missionários, tanto indianos como estrangeiros, que fazem trabalhos de evangelização na Índia, por mais que ainda sejam repreendidos indiretamente, por aspectos políticos e religiosos.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Volte sempre por aqui!!!

Facebook Comments